19527876471_803fd9b5d7_z

Fonte: http://www.infogrecia.net/2015/07/leia-aqui-o-discurso-de-alexis-tsipras-no-parlamento-europeu/

Sim, é difícil ter essa perspectiva nos dias quentes que correm, mas lembremo-nos que a Europa, há exactamente 100 anos, andava a resolver conflitos ao tiro, com uma geração enfiada em trincheiras e a morrer numa orgia de violência inimaginável.

Hoje, estamos a resolver (ou a fingir que resolvemos) problemas em parlamentos, com eleições e referendos mais ou menos simples, e com os vários povos europeus reunidos um Parlamento Europeu, câmara onde ontem se discutiu acaloradamente a questão grega. Quem assistiu à discussão ficou com a estranha sensação de ouvir falar do nosso futuro comum de europeus.

Porque sublinho isto? Porque podemos, sem nos dar conta e em poucos dias, voltar atrás. E por isso é tão importante perceber como estamos muito longe e muito melhor do que essa Europa de há 100 anos.

Que se resolva tudo melhor ou pior e que sejamos portugueses, gregos, alemães e também europeus: e que saibamos manter o aborrecimento banal das democracias, esquecendo para sempre a excitação da guerra e do tribalismo.

(O problema, claro, é que gostamos tanto de ser tribais…)

O meu livro mais recente é A Baleia Que Engoliu Um Espanhol (Guerra & Paz, 2017). Sou ainda autor de A Incrível História Secreta da Língua Portuguesa e Doze Segredos da Língua Portuguesa. Saiba mais nesta página.