Sim, quase todos muitos de nós somos contra este Acordo.

Mas valerá a pena perder clientes porque estes nos pedem para usar o novo Acordo?

Não somos nós especialistas da língua, habituados a lidar com as complexidades culturais, políticas e linguísticas da nossa actividade?

Sim, podemos não gostar do Acordo, mas nada nos impede de ajudar os clientes a lidar com esta situação, aconselhando-os e, depois, aplicando a solução que escolherem.

(Depois, na nossa vida privada, podemos continuar a escrever com a ortografia que preferirmos. Nada nos impede e ninguém irá preso. E podemos até continuar a lutar pela revogação do Acordo, se for essa a nossa posição política sobre o mesmo.)