196H (2)

Como exemplo deste tipo de problemas, gostaria de vos apresentar a questão da dupla tributação: o facto (muitas vezes desconhecido) de que um tradutor que trabalhe para uma empresa estrangeira fica também sujeito aos impostos sobre o rendimento do país do seu cliente.

No caso de Portugal, a situação é especialmente complicada pela existência do RFI-21 e do Modelo 22, invenções da legislação portuguesa que complicam — e muito — a vida às empresas de tradução portuguesas e aos tradutores que connosco trabalham.

É apenas um caso, entre muitos outros, de complicações fiscais e legais relacionadas com a actividade da tradução.

View story at Medium.com

O meu livro mais recente é A Baleia Que Engoliu Um Espanhol (Guerra & Paz, 2017). Saiba mais nesta página.