Certas Palavras

Línguas, livros e outras viagens

Dennis McShade e as falsas traduções

RequiemDQAs falsas traduções têm uma longa tradição. Afinal, poucos se lembram que o D. Quixote era, segundo Cervantes, uma tradução de um manuscrito árabe.

Muitos séculos depois, no mundo do policial, cá tivemos o Dennis McShade, editado por Dinis Machado (olhem bem para os nomes!), a fingir-se autor de outros mundos a dar para o americano, sem sair, na realidade, desta nossa velha Lisboa.

Uma palavra para descrever o livro, antes de o começar a ler: apetitoso.

Anterior

Viagem pelas línguas da Europa (1): Andorra

Próximo

Escrever é falar às cegas

1 Comentário

  1. Só quero continuar a ler.
    obrigado

Deixar uma resposta

Powered by WordPress & Autor do grafismo: Anders Norén

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close