Há cidades que valem só pelo nome. Edimburgo dos Sete Mares é, sem dúvida, uma delas. O aspecto é banal, como podem ver:

Tristan_da_Cunha4

“Tristan da Cunha4” by Chris and Steve at flickr – flickr. Licensed under CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons.

No entanto, só pelo nome, apetece-nos zarpar e descobrir que terra será esta.

Até porque é a capital da ilha mais isolada do mundo, perdida no meio do Atlântico. A ilha de Tristão da Cunha:

tristan-imagem

“Tristan da Cunha, British overseas territory-20March2012” by Brian Gratwicke from DC, USA – Tristan da Cunha – a perfect volcanic coneUploaded by snowmanradio. Licensed under CC BY 2.0 via Wikimedia Commons.

tristan

Já que estamos num site de línguas, fiquem a saber que a língua oficial é o inglês (a ilha pertence ao Reino Unido), mas o nome da ilha tem uma óbvia origem portuguesa (em inglês: Tristan da Cunha), pois era português o descobridor desta pérola do Atlântico: Tristão da Cunha.

Já agora, vista de longe, Edimburgo dos Sete Mares já parece mais interessante:

TRISTAO 3

“Edinburgh-Tristan” by michael clarke stuff – Edinburgh of the 7 seas 07. Licensed under CC BY-SA 2.0 via Wikimedia Commons.

O meu livro mais recente é A Baleia Que Engoliu Um Espanhol (Guerra & Paz, 2017). Sou ainda autor de A Incrível História Secreta da Língua Portuguesa e Doze Segredos da Língua Portuguesa. Saiba mais nesta página.