Certas Palavras

Livros, línguas e outras viagens

O espanto do galego: e se de repente encontrasse uma língua quase igual ao português?

Sabem aquele caso do passageiro que encontrou um sósia no avião?

O homem ficou espantadíssimo e a foto do momento correu mundo. Ora vejam:

dopp1-e1446230116541

Ora, parece-me que não seria menor a surpresa de alguns portugueses se atentassem com ouvidos de ouvir na língua dos nossos vizinhos do norte.

Vejam esta canção, cantada pelo grupo Luar na Lubre e que encontrei no sempre interessantíssimo mural de Facebook de Fernando Venâncio.

Claro que quem sabe as voltas que a língua deu percebe perfeitamente que o português e o galego vêm do mesmo sítio e tiveram ali muitos séculos de unidade que só muito recentemente se quebrou (se é que se quebrou).

Quem nunca pensou nisso e ouve, de repente, o galego, pode ficar com a estranha sensação que há uma região de Espanha que anda a tentar falar português. A surpresa será parecida com a do homem da foto, mas talvez com menos risos, que isto de unidades entre diferentes povos da península põe muitos portugueses com a irritação à flor da pele.

Não é caso para isso. O português e o galego estão muito mais próximos do que imaginamos, mas não precisamos de ir a correr encontrar uma solução política à medida dessa proximidade. Os galegos já têm a sua boa dose de dores de cabeça à volta da questão. Fiquemos nós, calmos, surpreendidos com a língua galega e talvez um pouco mais atentos aos vizinhos do norte.

Afinal, ficaremos a perceber melhor donde vem a nossa própria língua se nos deixarmos de complexos e sorrirmos ao ouvir essas palavras galegas, que são tão nossas. Ficaremos também maravilhados com as diferenças, que são deliciosas.

Porque a Galiza não é o nosso país de que fala a canção, mas haverá poucos povos a quem o nuestros hermanos com que apodamos os espanhóis se aplique tão bem. E até podemos dizer isso mesmo em português: nossos irmãos. Eles percebem.

O meu livro mais recente é A Baleia Que Engoliu Um Espanhol (Guerra & Paz, 2017). Sou ainda autor de A Incrível História Secreta da Língua Portuguesa e Doze Segredos da Língua Portuguesa. Saiba mais nesta página.

Anterior

Os rabugentos do Halloween

Próximo

O meu estranho cérebro confunde «tomar banho» com «tomar café»

2 Comentários

  1. Na Galiza, dizemos os “nossos irmãos”. Perceber… penso que essa nom é a palavra mais ajeitada.

  2. As regiões que falam galego (ou português) na Espanha som: Galiza, Eu-Návia, Portelas, Berzo, Ermesende, Xálima e Olivença.

Deixe uma resposta

Powered by WordPress & Autor do grafismo: Anders Norén

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close