Certas Palavras

Blogue de Marco Neves

«Mal e porcamente» é erro?

Mais uma entrada no Dicionário de Erros Falsos:

«Mal e porcamente.» Ainda hoje (9 de Dezembro de 2016) andou pela RTP não sei quem a espalhar que a expressão correcta é apenas e só «mal e parcamente». Porquê? Porque é essa a suposta origem da expressão «mal e porcamente». Vai daí, temos de manter a pureza dessa donzela. Logo, «mal e porcamente» é erro. Como soube disto? Porque vi, no Facebook, loas a quem assim nos ensinava bom português. Ah, o que dizer? Talvez isto: como em todas as áreas, o desconhecimento deixa-nos indefesos perante ideias erradas. Mais: queremos à força respeitar a língua e sentimo-nos bem quando alguém nos parece ensinar alguma coisa. Tanto que nos deixamos levar por quem inventa erros, sem ter o trabalho de ler e ouvir com respeito os escritores e bons conversadores da nossa língua — que dizem «mal e porcamente» desde há muito. Aliás, é difícil encontrar alguma obra ou página ou pessoa que diga «mal e pArcamente», excepto em obras, páginas ou pessoas que insistem em mudar a língua à força. Isto sabem o que é? Falta de respeito pela boa língua portuguesa, uma língua que tem essa excelente expressão: «mal e pOrcamente».

Anterior

O que não quero dizer ao meu filho

Próximo

Cinco surpresas de Nova Iorque

5 Comentários

  1. Mário Azevedo

    É curioso, usa duas vezes a expressão “tanto que”, uma com vírgula, outra sem. E estão tão juntinhas… 🙂
    Não foi revisto ou é assim mesmo que quer? Na minha opinião, a vírgula está a mais.

    • Marco Neves

      Foi um erro. Já corrigi e aproveitei para mudar um dos “tanto que”. Obrigado! 🙂

  2. Há um acento a mais, certamente, erro de digitação:
    “…pessoas que insistem em mudar *à* língua à força.”

  3. Rui Teixeira

    Cá no norte, no alto e baixo minho se diz:: MAL E PORCAMENTE MAL.Significado, porcamente mal, e uma coisa que esta uma porcaria, ou asneiras ou trabalho mal feito, toda a minha vida desde que me conheço ouvi a falar assim

Deixe uma resposta

Powered by WordPress & Autor do grafismo: Anders Norén

Ao continuar a usar este website, autoriza a utilização de "cookies". mais informação

As definições de "cookies" neste website permitem a utilização de "cookies" para oferecer ao leitor a melhor experiência possível. Se continuar a usar este website sem alterar as definições de "cookies" ou se clicar em "Aceitar" está a autorizar o uso de "cookies".

Fechar