Certas Palavras

Línguas, livros e outras viagens

Onde fica «La Coruna»?

imageLeio este artigo da Volta ao Mundo e fico contente que proponham uma cidade galega como destino.
Acho curioso que chamem à tal cidade «La Coruna». Mesmo se descontarmos a falta do til, a verdade é esta: os galegos chamam à cidade «A Corunha» (escrevem com «nh» ou «ñ», mas isso agora pouco importa).

Já em castelhano, numa prática que alguns recusam, mas é cada vez mais habitual, usam-se os topónimos em galego, por serem os nomes oficiais das terras. Por isso, em textos espanhóis, cada vez mais se vê A Coruña.

E cá em Portugal? Não sabemos de nada disso e, se não nos pomos a pau, qualquer dia somos os únicos a dizer o nome dessa cidade… em espanhol!

Vá, eu sei que não estamos habituados, mas que tal começarmos a usar os nomes galegos das cidades galegas?

Em vez de Tuy: Tui!

Em vez de Orense: Ourense!

Em vez de La Toja: A Toxa!

E, a mais famosa de todas, em vez de La Coruña: A Corunha…

(Só uma nota, talvez pouco interessante: os galegos usam os artigos — que são uma das mais antigas e salientes provas da proximidade entre galego e português — como parte integrante do topónimo, mesmo nas placas da estrada. Se fosse assim por cá, teríamos “O Porto” nas placas e nos mapas.)

Bem, seja como for, rumem a norte e conheçam a Corunha. Vale a pena, com til ou sem til.

Anterior

A língua portuguesa e o sistema solar

Próximo

A língua portuguesa sem medo no calor do Alentejo

4 Comentários

  1. Para muitos galegos a questão do uso dos topónimos da Galiza em galego, mesmo em textos em espanhol, é vista como muito importante. Não concordo com eles, digo London em inglês e Londres em português. E aqui, quando faço uma tradução para um cliente, ou algo de institucional, escrevo Timor-Leste em textos em inglês (como as autoridades locais querem), mas nos meus próprios textos em língua inglesa escrevo East Timor.
    Porém, parece-me que não faz sentido escrever topónimos galegos em espanhol em textos em português! Eu digo que “vou à Corunha”, que “ele está na Corunha e ela em Ourense”, claro.

    • Marco Neves

      Exacto: podemos não concordar com o uso dos topónimos galegos em textos espanhóis, mas o que não faz mesmo sentido é usar os termos espanhóis nos textos portugueses…

      • Igual d´absurdo ca dizer “Islas Madera” e “El Puerto”
        Mais tendes sorte. Tódolos espanhóis usam Madeira e Porto (ou Oporto).

  2. Eu uso Lleida, Girona e Alacant.

Deixar uma resposta

Powered by WordPress & Autor do grafismo: Anders Norén

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close