Certas Palavras

Línguas, livros e outras viagens

Por que raio todos falam lisboeta nas telenovelas?

Há pouco pus-me a fazer zapping pelos canais nacionais e vi umas quantas cenas de duas telenovelas: Bem-vindos a Beirais e Coração d’Ouro. 

A primeira (que não é bem uma telenovela, mas isso agora não interessa nada) passa-se numa aldeia que presumo ser na zona Oeste (a aldeia onde se filma a série é na zona Oeste, pelo menos).

Já a segunda, tem como cenários o Porto e o Douro (pelo menos a julgar pelo genérico.

Ora, curiosamente, todas as personagens falam como falam os actores lisboetas… (Pelo menos, as que tive tempo de ouvir…)

Sei que é difícil, mas se há esforço de caracterização nas roupas, nas ruas, e por aí fora — porque não na língua?

Não fui investigar, mas dá-me a sensação que os únicos sotaques que aparecem na ficção nacional são os vários «lisboetas» (linha de Cascais, Alfama, padrão, etc.) e o alentejano.

Tudo o resto leva com o sotaque indistinto, baseado no que se fala em Lisboa (mas sem «treuzes» e outros que tais).

Nada contra o uso da pronúncia padrão nos telejornais e outros programas, mas na ficção, por que razão não se usam os outros sotaques deste país?

Será que os actores nunca pensaram nisto ou acham que é sua obrigação ensinar o país a «falar bem» (como se falar com outros sotaques fosse um defeito)?

A forma como falamos é extraordinariamente interessante — a maneira como se fala na Foz (no Porto) é diferente da maneira como se fala noutras zonas (ou ambientes sociais) da mesma cidade — e isto multiplica-se por todos os recantos de Portugal, capital incluída.

Os autores têm uma ferramenta de «pintura social» por explorar e os actores têm aqui um desafio à altura dos melhores da sua profissão.

Anterior

Vale a pena escrever na internet?

Próximo

Os alunos de hoje em dia são todos maus?

4 Comentários

  1. José Júlio Costa-Pereira

    A razão assentará na realização e no facto dos actores, nem todos, serem inexperientes e falta dos conhecimentos profissionais que são ministrados nas escolas Representação Teatral;, no fundo todos empíricos.

  2. Marco Neves

    Hoje calhou passar pelo Coração d’Ouro e vejo a Rita Blanco a falar com um sotaque carregado do Norte. Das duas, uma: ou bem que eu ouvi mal da outra vez ou alguém recebeu o recado. Desconfio que a primeira hipótese é a verdadeira, mas não deixo de sorrir ao imaginar que a segunda não é impossível. Era giro…

    • Eunice

      Na realidade, desde o princípio dessa novela pelo menos quatro atores falam com uma pronúncia do “Puârto” bastante carregada: Rita Blanco, Luciana Abreu, José Raposo e Diogo Martins! 🙂

      • Marco Neves

        Sim, vi um episódio tempos depois e reparei nisso. Tenho de escrever um artigo a corrigir 🙂

Deixar uma resposta

Powered by WordPress & Autor do grafismo: Anders Norén

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close