Certas Palavras

Blogue de Marco Neves

Quais são as línguas da União Europeia?

Hoje é o Dia da Europa. Talvez seja significativo que poucos europeus saibam disso… Mas não importa: hoje deixo-vos aqui uma pergunta sobre as línguas da União Europeia. É uma pergunta muito mais difícil de responder do que parece.

Se quisermos saber quais são as línguas oficiais da União Europeia, é relativamente fácil responder. São 24 e a lista está aqui:

  • Alemão
  • Búlgaro
  • Checo
  • Croata
  • Dinamarquês
  • Eslovaco
  • Esloveno
  • Espanhol (ou castelhano)
  • Estónio
  • Finlandês
  • Francês
  • Grego
  • Húngaro
  • Inglês
  • Irlandês
  • Italiano
  • Letão
  • Lituano
  • Maltês
  • Neerlandês (ou holandês; ou flamengo)
  • Polaco
  • Português
  • Romeno
  • Sueco

São 24 e já parecem muitas… Mas a questão é mais complexa. Afinal, há línguas oficiais em certas zonas da União Europeia que não aparecem aqui (o catalão, o luxemburguês, o galês…). Por outro lado, algumas das línguas que aqui aparecem são muito menos faladas do que algumas das que faltam (o maltês, o irlandês…).

Depois, temos aquelas línguas que não são oficiais, mas que existem e são faladas nativamente por alguns europeus (para não falar das línguas trazidas pelos imigrantes): o mirandês, o gaélico escocês, o lapão, etc.

A diversidade de línguas é enorme — mas curiosamente o continente europeu é dos menos diversos em termos linguísticos. Como é possível? A realidade é esta: embora o número de línguas oficiais seja muito elevado, o número de línguas realmente faladas é baixo. Se olharmos para as Américas, temos poucas línguas oficiais: o inglês, o espanhol, o francês, o português e o neerlandês (julgo que não me esqueci de nenhuma). Na Europa — e basta restringirmo-nos à União — o número é muito mais elevado. Mas se quisermos contar as línguas efectivamente faladas, as Américas têm todas as línguas nativas, que são centenas… Já na Ásia, só a Índia conta com centenas de línguas efectivamente faladas: muito mais do que em toda a Europa.

Voltando à nossa questão. A pergunta também pode ser entendida da seguinte forma: quais são as línguas realmente faladas nas instituições europeias? Sabemos que há um exército de tradutores a criar as várias versões dos documentos europeus. Mas nos corredores do Parlamento Europeu e da Comissão? Aposto que podemos ouvir quase todas as línguas, mas com uma certa preponderância para o inglês, o francês e o alemão — e talvez mais a primeira. Há quem diga, aliás, que já existem um inglês comunitário, uma espécie de inglês simplificado que todos os eurocratas usam — e que os ingleses têm alguma dificuldade em usar, ironicamente.

Bem, desejo-vos um bom Dia da Europa.

Fiquem com um mapa simplificado (!) das línguas do nosso velho continente:

400px-Languages_of_Europe

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADnguas_da_Uni%C3%A3o_Europeia#mediaviewer/Ficheiro:Languages_of_Europe.png

 

Anterior

Afinal, diz-se “espanhol” ou “castelhano”?

Próximo

O espantoso mundo das línguas

3 Comments

  1. O alemám do século XXI parece que nom se fala nos mesmos lugares có alemám do século XX.

  2. No mapa, ulo ocitão?

  3. O alemám tamém era falado nos Sudetos, na Prúsia Oriental (Königsberg), meia Polônia atual, Memel…

Deixe uma resposta

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén

Ao continuar a usar este website, autoriza a utilização de "cookies". mais informação

As definições de "cookies" neste website permitem a utilização de "cookies" para oferecer ao leitor a melhor experiência possível. Se continuar a usar este website sem alterar as definições de "cookies" ou se clicar em "Aceitar" está a autorizar o uso de "cookies".

Fechar