Certas Palavras

Livros, línguas e outras viagens

Cinco palavras que fazem falta à língua portuguesa

Ando a ler o livro Lingo, de Gaston Dorren. É um livro ideal para quem gosta de línguas — e também para quem gosta de viajar e quer ver a Europa com outros olhos.

No final de cada capítulo, o autor escolhe uma ou duas palavras que faltam na língua inglesa. Vai buscá-las à língua descrita nesse capítulo.

Não são palavras intraduzíveis — porque palavras impossível de traduzir, quanto a mim, não existem. (Não me venham com o exemplo batido da «saudade»!) Todas estas palavras podem ser traduzidas — só que temos de usar mais palavras.

Mas, sim, há línguas que conseguem explicar um determinado conceito só com uma palavra e outras que gastam linhas e linhas para dizer a mesma coisa. Porquê? Boa pergunta.

Pois, hoje, quero mostrar-vos algumas dessas palavras, recolhidas por Gaston Dorren no livro de que vos falei.

Escolhi cinco palavras que nos podem ajudar a ter um 2016 melhor do que 2015.

Aqui ficam cinco palavras que fazem falta ao português:

  1. Gönnen. Uma palavra alemã que é o antónimo de «inveja». A sensação agradável que sentimos quando acontece alguma coisa de bom a outra pessoa. (Em português, talvez a melhor tradução seja «ficar feliz por».)
  2. Tafalle. Uma palavra em frísio (uma língua falada no norte da Holanda) que significa «acabar melhor do que o esperado».
  3. Talaka. Uma palavra bielorrussa que significa «trabalho voluntário em prol do bairro».
  4. Merak. Uma palavra sérvia e croata que significa «o prazer que sentimos quando realizamos actividades simples, como, por exemplo, estar com os amigos».
  5. Sitooterie. Uma palavra em scots, uma língua escocesa, que significa um sítio construído para um casal se sentar sozinho, em saborosa intimidade — por exemplo, num jardim ou ao pé da praia. Pode ainda ser uma sala com um sofá e uma boa paisagem ou um canto um pouco escondido, numa festa. Não é delicioso?

Ora, aqui está. Desejo-vos um 2016 cheio desse prazer das coisas simples, que acabe melhor do que o esperado e que tenha um ou outro momento em que possam estar, com a vossa cara-metade, numa bonita sitooterie.

28/12/2015

(Nota: uma versão anterior deste artigo incluía a palavra omenie: uma palavra romena que significa «a qualidade de ser completamente humano, ou seja, decente, respeitoso, honesto, bem-educado, etc.». Ora, se virmos bem — e alguns leitores atentos perceberam logo isto mesmo — essa palavra pode muito bem ser traduzida por «humanidade», como na frase «É um juiz de grande humanidade». Lá tive de ir à Bielorrússia socorrer-me de outra palavra, para substituir a tão simpática «omenie».)

UMA VERSÃO REVISTA DESTE ARTIGO FOI PUBLICADA NO LIVRO
DOZE SEGREDOS DA LÍNGUA PORTUGUESA.

LIVRO

O meu livro mais recente é A Baleia Que Engoliu Um Espanhol (Guerra & Paz, 2017). Sou ainda autor de A Incrível História Secreta da Língua Portuguesa e Doze Segredos da Língua Portuguesa. Saiba mais nesta página.

Anterior

Será que temos um vocabulário mais pobre do que antigamente?

Próximo

O problema dos piropos (ou como ler no Facebook)

10 Comentários

  1. “Omenie. Uma palavra romena que significa «a qualidade de ser completamente humano, ou seja, decente, respeitoso, honesto, bem-educado, etc.»

    A palavra diz logo, “Omenie”, “Humano”. E então? Já existe.

    • Marco Neves

      Ou talvez mesmo «humanidade». É bem provável que sim, que esta já seja nossa. Mas não deixa de ser uma bela palavra e sempre aprendemos um pouco de romeno. 😉

      • Oi Marco, obrigado pela mensagem. Se é uma qualidade, deverá ser mesmo “humano”, por oposição a “desumano”. Felizmente, neste caso, o parentesco linguístico que temos com o romeno revela-se. É curioso que os romenos tendem a dizer de nós, portugueses, o mesmo que dizemos dos espanhóis: “Não percebo porque é que não nos compreendem, porque nós entendemos-vos com facilidade”.

        • Marco Neves

          Obrigado eu pelo comentário.

          Penso que, neste caso, a melhor palavra para traduzir “omenie” será mesmo “humanidade”, por ser o substantivo que dá nome à qualidade; o adjectivo correspondente será “humano” (tal como em “sinceridade”, a qualidade, e “sincero”, o adjectivo aplicável a quem tem a tal “sinceridade”).

          Obrigado por essa interessante nota sobre aquilo que dizem os romenos de nós. Infelizmente, há muitos portugueses que nem sequer sabem que o romeno é uma língua latina.

  2. Manuel Ventura da Costa

    Textos magníficos para ler e guardar alguns para, de vez em quando, arejar os neurónios.
    Obrigado.

  3. Thank you for your article. (I can more or less read Portuguese, but not write it.) I whole-heartedly agree with your ‘palavras impossível de traduzir, quanto a mim, não existem’ – so, quanto a mim, too! I have made sure that these words would not be presented in the book as being ‘untranslatable’, though this was definitely suggested to me. Also, I very much wanted to avoid this hackneyed word ‘saudade’. Actually, there are several languages claiming an untranslatable word that is very close in meaning to saudade…

    • Marco Neves

      Thank you for your comment! It is an unexpected pleasure to receive a comment from the author of the book I’m reading right now! I’m planning on writing a full review as soon as I finish. Regarding “untranslatable words”, it’s amazing how lists of supposedly untranslatable words almost always include the very translations that should be impossible…

  4. José Baltazar

    Para a primeira costumo usar a própria palavra “inveja”. Quando confesso a minha inveja a alguém, essa inveja só pode ser benévola. Quanto à segunda, nós usamos “sair melhor do que a encomenda”.

  5. Delfina

    Muito deliciosa a nossa lingua portuguesa com seus pecadilhos e cadilhos e lembrar q saudade é exclusividade lusa

Deixe uma resposta

Powered by WordPress & Autor do grafismo: Anders Norén

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close